domingo, 23 de julho de 2017

CÁLCULOS ENEM 29

(ENEM 2014) A água potável precisa ser límpida, ou seja, não deve conter partículas em suspensão, tais como terra e restos de plantas, comuns nas águas de rios e lagoas. A remoção das partículas é feita em estações de tratamento, onde o hidróxido de cálcio [Ca(OH)2] em excesso e sulfato de alumínio[ Al2(SO4)3] são adicionados em um tanque para formar sulfato de cálcio e hidróxido de alumínio. Esse último se forma como flocos gelatinosos insolúveis em água, que são capazes de agregar partículas em suspensão. Em uma estação de tratamento, cada 10 gramas de hidróxido de alumínio é capaz de carregar 2 gramas de partículas. Após a decantação e filtração, a água límpida é tratada com cloro e distribuída para as residências. Considerando que 1.000 litros de água de um rio possuem, em média, 45 gramas de partículas em suspensão, a quantidade mínima de sulfato de alumínio que deve ser utilizada na estação de tratamento de água, capaz de tratar 3.000 litros de água de uma só vez, para garantir que todas as partículas em suspensão sejam precipitadas, é mais próxima de:

a)    59 g          b) 493 g          c) 987 g         d) 1480 g         e) 2960 g

RESOLUÇÃO

Legenda: partículas em suspensão = ps

Equação da reação: 3 Ca(OH)2(aq)  +  Al2(SO4)3(aq)  =>  2 Al(OH)3(s)  +  3 CaSO4(aq

Massas molares: Al2(SO4)3 = (2 x 27) + (3 x 32) + (12 x 16) = 342 g/mol

2 Al(OH)3 = 2[(1 x 27) + (3 x 16) + (3 x 1) = 156g/mol





RESPOSTA: letra D

Nenhum comentário:

Postar um comentário