sexta-feira, 21 de julho de 2017

CÁLCULOS ENEM 27

(ENEM 2009) O lixo radioativo ou nuclear é resultado da manipulação de materiais radioativos, utilizados hoje na agricultura, na indústria, na medicina, em pesquisas científicas, na produção de energia, etc. Embora a radioatividade se reduza com o tempo, o processo de decaimento radioativo de alguns materiais pode levar milhões de anos. Por isso, existe a necessidade de se fazer um descarte adequado e controlado de resíduos dessa natureza. A taxa de decaimento radioativo é medida em termos de um tempo característico, chamado meia-vida, que é o tempo necessário para que uma amostra perca metade de sua radioatividade original. O gráfico seguinte representa a taxa de decaimento radioativo do rádio 226, elemento químico pertencente à família dos metais alcalinos terrosos e que foi utilizado durante muito tempo na medicina.
 

       As informações fornecidas mostram que

            a)    quanto maior é a meia-vida de uma substância mais rápido ela se desintegra.

            b)    apenas 1/8 de uma amostra de rádio 226 terá decaído ao final de 4.860 anos

            c)    metade da quantidade original de rádio 226, ao final de 3.240 anos, ainda estará              por decair.

            d)    restará menos de 1% de rádio 226 em qualquer amostra dessa substância após              decorridas 3 meias-vidas.

            e)    a amostra de rádio 226 diminui a sua quantidade pela metade a cada intervalo de           1.620 anos devido à desintegração radioativa.


RESOLUÇÃO

Cálculo do decaimento radioativo (meia-vida) após 3 meias vidas.

1ra meia vida (1.620 anos): 1 Kg decai para 1/2 Kg

2da meia vida ( 3240 anos): 1/2 Kg decai para 1/4 Kg

3ra meia vida (4860 anos): 1/4 Kg decaí para 1/8 Kg

Sobra da amostra após 3 meias vidas: 1/8 Kg ou 0,125Kg

Decaimento ou consumo da amostra: 1 – 1/8 = 7/8 Kg ou 0,825Kg

1% de rádio 226 = 1Kg x 1/100 = 0,01Kg, mas o que restará é 1/8 ou 0,125 Kg


RESPOSTA: letra E

Nenhum comentário:

Postar um comentário