domingo, 20 de outubro de 2013

EQUILÍBRIO QUÍMICO - 02

Os gases poluentes do ar: tetróxido de dinitrogênio e dióxido de nitrogênio, encontram-se em equilíbrio, como indicado:
N2O4 <=> 2NO2

Em uma experência, nas condições ambientais, introduziu-se 1,50 mol de N2O4 em um reator de 2,0 litros.

Estabelecido o equilíbrio, a concentração de NO2 foi de 0,06 mol/L.

Qual o valor da constante Kc, em termos de concentração, desse equilíbrio?

Resolução: Inicialmente calcular a concentração de N2O4 em mol/litro

N2O4 = 1,50mol em 2 litros logo 0,75mol/litro

Sabemos que a concentração de NO2 no equilíbrio é igual a 0,06mol/L, precisamos calcular a concentração de N2O4 no equilíbrio, aí poderemos calcular a constante de equilíbrio.

No início tinhamos 0,75mol/L de N2O4 e parte desta quantidade foi consumida para formar o NO2.

Leitura da reação: um mol de N2O4 ao se decompor formará 2mols de NO2 logo o que se forma de NO2 sempre será o dobro do que se decompõe de N2O4.

Como no início da reação não existia NO2 o que se formou foi 0,06mol/L que é o dobro do que se decompôs de N2O4.

Logo, houve decomposição de 0,03mol/L de N2O4.

O que não se decompôs será a concentração no equilíbrio

de N2O4 = 0,75 – 0,03 = 0,72mol/litro


RESUMINDO EM UMA TABELA TEREMOS:

                 N2O4 <=> 2NO2

Inicio:         0,75 ................ 0

Reação: – 0,03 ............... +0,06 (esta etapa segue a proporção entre as substâncias na reação).

Equilíbrio: 0,72 ................ 0,06 

Kc = [N2O4[NO2]2 = 0,72 / (0,06)2 

Kc = 200


* ASSISTA VÍDEOS DE PEQUENA DURAÇÃO COM EXPERIMENTOS QUÍMICOS PARA REVISÃO DA MATÉRIA NO MEU BLOG - QUIMICAMENTE FALANDO CLIQUE AQUI*

Nenhum comentário:

Postar um comentário